quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Conversando sobre Arte Entrevistado Alberto Oliveira




Alberto Oliveira – Foto: Márcia Lima

Quem é Alberto Oliveira?  
Sou artista, nasci em 1976, vivo e trabalho na cidade de São Paulo, filho de José Felizardo e Dalva de Oliveira.

 

Como foi sua formação artística?
Comecei no início da década de 90 nas Oficinas Oswald de Andrade em São Paulo, lá por muito tempo estudei desenho, pintura e mais tarde fotografia e linguagem fotográfica e nessas áreas fiz assistência para alguns artistas.

 

Que artistas influenciam seu pensamento?
São muitos e de diferentes vertentes: Louise Bourgeois, Arthur Bispo do Rosário , Matthew Barney, Mondrian, Antoni Tàpies , Picasso, Edward Hopper, Christopher Bucklow, Patrícia Piccinini, Rosângela Rennó, Andy Warhol, Bill Viola, Man Ray, Duane Michals, Hermann Nitsch, Monet, JM Basquiat, Gottfried Helnwein, Robert Mapplethorpe, Diane Arbus, Helmut Newton, Berengo Gardin, Hiroshi Sugimoto, Cindy Sherman, J Polock, Leonilson, Regina Silveira, Gerhard Richter, Sérgio Milliet, Graciliano Ramos, Kafka,  Poe, Thomas de Quincey, Guilherme de Almeida, Clarice Lispector, Agatha Christie, Sartre, A Huxley, Nietzsche, Kant, Schopenhauer, Baudelaire, Tarkovsky, Glauber Rocha, G Mélliès, Kubrick,  Fellini, Eduardo Coutinho, David Lynch, Guy Maddin, Irmãos Coen, Woody Allen, Kieslowski, Bergman, Antonioni e por ai vai...

 

Como você descreve sua obra?
Tenho certo fascínio por ideias de contemplação e transcendência, a estética do sagrado muito me interessa e são recorrentes nos trabalhos.
A fotografia me dá a possibilidade desde a captação documental até o exercício de quanto e como interferir nesses registros gerando situações e ambientes de natureza completamente ficcional. A partir daí experimentar, combinar, tentar outros desdobramentos imaginativos das referências que trago, da minha relação com o corpo, com o tempo, com as pessoas, com o espaço, com a natureza das coisas que não consigo resposta, da minha relação com a vida, enfim, de suscitar diálogos e questões que possa achar pertinentes.

 

É possível viver de arte no Brasil?
É um malabarismo, mas quero acreditar que é possível, acho fundamental e justo que o artista tenha condições de fomentar e investir no que acredita. A resposta a essa questão também está muito ligada à educação. Nas escolas públicas o contato com arte como algo relevante é árido, o ensino de arte pior, o incentivo ou suporte inexistente, então mesmo com talento ou vocação incluir a possibilidade de um oficio na área é algo que beira o risível.

 

O que é necessário para um jovem artista ser representado por uma galeria?
Embora exista uma série de fatores e critérios que mudam de tempos em tempos, acredito que esse percurso é singular para cada artista, penso que o trabalho tem que ser bom em várias instâncias, tanto do lado do artista quanto o da galeria que o representa.

 

Além dos estudos sobre arte que outros estímulos influenciam em seu trabalho?
Um estímulo bacana tem sido parceiras, tanto nas artes visuais quanto na música passando pelo teatro e filosofia.

 
Qual a sua opinião sobre as galerias virtuais?
Tive boas experiências e vejo ótimas iniciativas rolando, a internet tem sido fundamental na propagação e na forma de compartilhar e usufruir arte e não seria diferente com o mercado.

 
Você tem uma rotina de trabalho?
Sim, procuro produzir e ter contato diário com meus trabalhos, são várias imagens em processo que vou resolvendo um pouco por dia até chegar mais próximo de uma solução para cada uma.

 O que você pensa sobre os Salões de Arte?
São importantes na medida em que motivam o artista a mostrar o que há de melhor na sua produção, promovem o encontro entre artistas, curadores e profissionais ligados a área.  

Quais são seus planos para o futuro?
Retomar o desenho e a pintura.

O que você faz nas horas vagas?
Sair com os amigos, jogar conversa fora, ler...

 

Relação de Imagens:






1. Sem Título | Da série Hagar | Fotografia | 2007 | 2010
 
 
 
 
 

2. Sem Título | Fotografia | 2011
 
 
 
 
 

3. Sem Título | Da série Manual Pratico para o Intangível | Fotografia | 2009
 
 
 
 
 
 

4. Sem Título | Da série Mimetismo | Fotografia | 2010
 
 
 
 
 

5. Sem Título | Da série Mimetismo | Fotografia | 2010
 
 
 
 
 

6. Sem Título | Da série Mimetismo | Fotografia | 2010
 
 
 
 
 

7. Sem Título | Da série Mimetismo | Fotografia | 2010
 
 
 
 

 

8. Sem Título | Da série Cabeça | Manipulação de Imagem | 2010
 
 
 
 
 

9. Casulos | Manipulação de Imagem | 2010
 
 
 
 
 

10. Sem Título | Manipulação de Imagem | 2011
 
 
 
 
 

11. Figura Paterna em dias de água corrente | Manipulação de Imagem | 2009
 
 
 
 
 

12. Sem Título | Da série abrigos | Manipulação de Imagem | 2010
 
 
 
 
 

13. Sem Título | Manipulação de Imagem | 2011
 
 
 
 
 
 

14. Sem Título | Manipulação de Imagem | 2011
 
 
 
 
 

15. Éter | Manipulação de Imagem | 2004
 
 
 
 
 
 

16. Sem Título | Da série MPI | Manipulação de Imagem | 2006
 
 
 
 
 


 

17. Sem Título | Da série Corpo | Manipulação de Imagem | 2007

 

 

Alberto Oliveira | 1976 | São Paulo | Brasil
 
Desenvolve trabalhos no campo da pintura, fotografia e manipulações de imagens digitais e dessas relações para a elaboração de sua poética visual. Vive e trabalha em São Paulo.
 
Exposições
 
Individual
Transparencia | ARTMAKERS Gallery| Estocolmo | Suécia |2004
 
Coletivas
Vermelho | Galeria Mônica Filgueiras e Eduardo Machado | 2012
 
Dessins | Aliança Francesa | São Paulo | 2012
 
4 Estudos para o Corpo | MuBE - Museu Brasileiro da Escultura | São Paulo - Brasil - 2011
 
Fuzuê | FaceArte | Largo das Artes - Rio de Janeiro – Brasil - 2011
 
Captura da Luz | Fotografia Contemporânea e Casa da Rússia | São Paulo – Brasil - 2010
 
MargatePhotoFest | Margate | Inglaterra | 2010
 
DeVercidade | Dentro e Fora do Olhar - Ceará – Brasil - 2010
 
Não é a Monalisa | Galeria Nuvem - São Paulo – Brasil - 2010
 
Exposição de Inauguração Galeria Nuvem | Galeria Nuvem - São Paulo – Brasil - 2009
 
Casa da Gioconda Feira de Arte Contemporânea – São Paulo – Brasil 2009
 
Projeto Barão 955 - São Paulo – Brasil - 2009
 
+WAFPIAAP Worldwide Action Artists for Peace | Istambul | Turquia - 2009
 
OFF Paraty em Foco | Rio de Janeiro| Brasil - 2009
 
United Creators at The Times Square Building – Nova York - EUA - 2009
 
International Olive Festival in North Cyprus | Chipre - 2008
 
TINTIN OCH VISBY – Artmakers Gallery – Estocolmo - Suécia – 2008
 
ARTE X ARTE Bogotá | Esto no Es Una Galeria Ltda. | Colombia - 2008
 
Næstved International Exhibition | Rønnebæksholm Kulturcenter- Dinamarca - 2008
 
Diversidade Religiosa no Brasil | FAAP | MAB | Itamaraty – Brasília - Brasil – 2006
 
Fotógrafos 10 | Galeria Pretérito Perfeito | São Paulo - Brasil - 2006
 
CAUSE | Coalition of Artists United for Social Engagement - Ecuador | Bélgica - 2006
 
InBetween | WTC OpenBC Rotterdam | Holanda - 2005
 
Friendship International Artexhibition | Väsby Konsthall - Suécia - 2004
 
Hilton Charity Bazaar | Artmakers Gallery | Estocolmo - Suécia - 2003
 
Em Torno de Zumbi | MAC-USP |Museu de Arte Contemporânea de São Paulo - 1996.
 

 

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now