quarta-feira, 11 de abril de 2012

Paul Klee Pintor e professor.






Paul Klee



Virgin in the tree, 1903 Gravura. MoMA, Nova York.






Miraculous land or the "112!", 1920. Aquarela Metropolitam Museum of Art, Nova York







Ventriloquist and crier in the moor, 1923. Metropolitan Museum of Art, Nova York




The Red Baloon (1922) Guggenheim Museum, Nova York.







Gespenst eines Genies. O Fantasma de um Gênio. (1922).




Ride Bridge




Gartenfigure, 1932. Coleção particular.

Figure on oriental stage, 1940






Portrait of Mrs P in the South.  Guggenheim Museum, Nova York.






Curtain, 1924. Guggenheim Museum, Nova York.




Paul Klee (1879-1940) Pintor alemão. Filho de músico, começou cedo a estudar violino. O interesse pela pintura apareceu mais adiante. Matriculou-se na Academia de Belas Artes de Munique, conseguindo grande destaque no desenho. Após a formatura, seguiu para Itália visitando Roma, Florença e Nápolis para estudar os antigos mestres. Casou-se com a pianista Lily Stumpf com quem teve um filho.. Em 1910, fez sua primeira exposição. Ilustrou Cândido de Voltaire. Junto com Kandinsky e Franz Marc fundou o grupo Der Blaue Reites (O Cavaleiro Azul). Em viagem a Paris, foi influenciado pelo Cubismo e pela arte abstrata. Durante a Primeira Guerra Mundial serviu no Exército Imperial, onde funcionou como pintor e funcionário administrativo. Foi professor da Bauhaus e da Academia de Düsseldorf. Com o nazismo, mudou-se para Suiça, onde nasceu e morreu. Homem de grande cultura era dedicado ao estudo da música e filosofia e um leitor compulsivo. Escreveu artigos e livros sobre arte. Em Berna, foi criado o Zentrum Paul Klee, onde estão mais de 1000 obras do artista. Sua obra discutiu intensamente a cor, sobre a qual escreveu repetidamente.





Diários Paul Klee _ Martins Fontes, 1990.
Paul Klee / Will Grohmann _ Thames and Hudson, 1987.

Um comentário:

Mário PC disse...

Adoro Paul Klee. Obrigado, Márcio por este blog.

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now