terça-feira, 24 de abril de 2012

João Werner Exposição Mesa de bar.


"Mesa de bar", exposição individual de João Werner

Convite da exposição "Mesa de bar"Embora meus quadros pareçam dizer o contrário, não faço arte de denúncia social.
Defino minhas pinturas como o resultado de imaginação comovida, isto é, como o fruto da atenção emocionalmente tingida pelo drama humano, pela pobreza, pelo trabalho humilde e a diversão barata.
Cada pintura retrata uma história que nunca foi e nunca será escrita, porque é uma história de anônimos.
Os doces sem embalagem expostos na vendinha da esquina, o forró à luz tênue das lâmpadas de 60 watts, o calendário de mulher pelada amarelado pelo tempo. Quem olha pra isso? Pra que olhar pra isso?
Um cachorro perambula entre os barracos de minha pintura "Favela". Não há comida pra ele ali, entre os famintos. Mesmo assim, que diferença faz.

Press-Release

Pintura digital "Malabares"Dia 30 de abril, o artista plástico João Werner abre uma nova exposição em sua galeria em Londrina, intitulada “Mesa de bar”.
Mantendo a verve esquerdista de exposições anteriores, nestas novas gravuras Werner faz um passeio pela periferia da metrópole, mostrando, com seu humor peculiar, o dia a dia dos “pouca-grana”, como o próprio artista, afetuosamente, conceitua.
Catadores de papel, lavadeiras, tatuadores da old school, gente apressada indo ao trabalho em transporte coletivo, todos são representados com um traço amistoso e sensível. Não há, nesta exposição de João Werner, a representação de luxo nem de glamour, nada de jóias, de champagne ou o que quer que lembre a riqueza em qualquer outra forma. Se em uma gravura como “Malabares” (à esquerda), por exemplo, aparecem automóveis, é apenas como um pano de fundo, como a representação inevitável da platéia anônima de mecenas dos “artistas do semáforo”.
Pintura digital "Carnaval"Com esta atenção compassiva do artista dedicada à vida financeiramente menos favorecida, surgem representações do lazer e da festa populares, bem como de jogos e brincadeiras infantis. Assim, por exemplo, gravuras como “Carnaval” (à direita) e “Gafieira” mostram a diversão barata e acessível, enquanto que “Pipa” e “Burquinha”, por outro lado, revelam a criança em seu lazer.
Esta é, certamente, uma exposição bem menos polêmica do que outras exposições anteriores de João Werner. Ao visitante será possível ver como um artista, em outras oportunidades tão iconoclasta e contestatório, pode ser, também, um narrador atento e empático da vida mais simples. Nestas gravuras, Werner assemelha-se àquele cronista a que se referiu Walter Benjamin, o qual, não distinguindo os grandes dos pequenos acontecimentos, não deixa que nada do que aconteceu possa ser considerado perdido para a história.

Serviço

  • Exposição individual com 24 gravuras digitais.
    Visitação: de 30 de abril a 29 de junho de 2012
    Local: Galeria João Werner, rua Piauí, nº 191, sala 71, 86010-420, Londrina, PR.
    Horário: terças a sextas-feiras, das 14h às 20h, sábados, das 11h às 17h.
    Entrada gratuita, com monitoria.
    Clique nas fotos abaixo para ampliar.
    Fonte: Google Maps.

    Galeria "João Werner" localização
  • Galeria "João Werner"
    Galeria "João Werner" localização

Exibir mapa ampliado

Gravuras expostas

Nenhum comentário:

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now