domingo, 11 de abril de 2010

Christo e Jeanne Claude


Gates. (1979-2005) Central Park, Nova York
.
Pont Neuf Wrapped (1975-1985). Paris.



Umbrelas (1984-1971) Asheville Art Museum Califórnia Yellow Umbrellas







Blueu Umbrelas (1984-1991). Japão










Christo e Jeanne Claude em visita a Havard University.













Christo Javacheff e Jeanne Claude. Ambos nasceram na mesma data 18 de julho de 1935. Ele na Bulgária, ela em Casablanca. Ele estudou Arte na Universidade de Sofia, Bulgária. Ela graduou-se em Latim e Filosofia na Universidade da Tunísia. Eles se encontraram em Paris em 1958 e durante 51 anos construiram uma obra inigualável. Seus projetos levam anos na elaboração e na arrecadação de fundos para realizá-los. O dinheiro vem da venda das maquetes, desenhos e patrocínios. Jeanne Claude morreu no fim de 2009 consequente a rotura de um aneurisma. Christo continuará os projetos já pensados em homenagem a sua mulher e parceira.
Installation Art _ Thames and Hudson, 2004.

Um comentário:

Monipin disse...

Prezado Marcio,
Foi com surpresa que li no seu posting a notícia da morte da Jeanne-Claude no ano passado (ando meio desatualizada, certamente!) - uma figura ousada e marcante, por quem tive a sorte de passar perto algumas vezes no Central Park e no Metropolitan Museum de Nova York, durante o período da instalação do The Gates. Na época eu morava a poucas quadras dali e pude acompanhar com um entusiasmo quase infantil todas as etapas daquela instalação, desde as primeiras marcas de giz no asfalto, indicando onde cada poste seria cuidadosamente fixado (sem furar o solo!), até o oba-oba do dia da inauguração oficial, com o desamarrar de cada "gate" cor de laranja, num belo contraste com as cores do inverno novaiorquino. Esta foi uma das instalações públicas mais empolgantes que eu tive a chance de ver. Tão interessante quanto os próprios "gates" era observar os rostos das pessoas que circulavam por baixo daquelas estruturas: quanta alegria... quantos sorrisos contagiantes! É impossível pensar nos "gates" sem me lembrar dos cabelos vermelhos da Jeanne-Claude, tão divertidos e esvoaçantes quanto.
Obrigada por postar estas imagens, que me trouxe tão boas lembranças.
Gostei do seu blog! (Fiquei sabendo dele pelo Facebook da minha amiga Ana Cristina Nadruz.)Vou segui-lo para ficar mais atualizada sobre as últimas notícias do mundo da arte, que tanto me fascina.
Monica Pinheiro
http://monipin.blogspot.com/

Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now