quinta-feira, 19 de abril de 2018

Patrick Heron




Patrick Heron (1920-1999)

 Nasceu em Leeds e morreu em Cornwall. Sua família mudou-se para Cornwall quando Heron tinha cinco anos. Seu pai associou-se com outro sócio para expandir o negócio para artista trabalhando com impressão em seda. Em 1929, a família estabeleceu-se em Welwyn Garden City, onde seu pai criou Cresta Silk. Famosos designers passara a trabalhar com ele. Heron começou a criar seus tecidos desde da adolescência. Na escola conheceu sua futura esposa Delia Reiss com quem casou em 1945 e tiveram dois filhos. Durante a II Guerra trabalhou como agricultor até ser dispensado por doença. Retornou para Cornwall para trabalhar para o poeta Bernard Leach. Lá conviveu com os artistas de St Ives tais como Barbara Hepworth e Ben Nicholson. Estudou na Slade School of Art, Londres.
Suas obras iniciais foram influenciadas por Matisse, Bonnard, Braque e Cezanne.
Sua pintura inicialmente figurativa e não figurativa separadamente, passou a incluir nas mesmas telas os dois elementos. Participou da Bienal de São Paulo, onde recebeu a medalha de prata. Grande retrospectiva na Tate Gellery, Londres, 1999. Ganhou o Grande Prêmio John Moors. Em 1977, foi agraciado com a CBE pelo primeiro ministro Harold Wilson. devolvida pelo artista durante o mandato de Margaret Thatcher. Esse mês a maior retrospectiva sobre sua obra na Tate St Ives, Reino Unido.






Zennor: 1945, 1945.

Sunset, Abersoch1947. Coleção particular.


Studies for a Portrait of T. S. Eliot, 1948. National Portrait Gallery, Londres.


Studies for a Portrait of T. S. Eliot, 1949. National Portrait Gallery, Londres.

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Dierick Bouts






Dierick Bouts (1420-1475) Pouco se sabe sobre sua vida. Nasceu em Haarlem e trabalhou a maior parte em Luvain, onde foi pintor oficial. Foi influenciado van Eyck e aluno de Rogier van der Weiden. Casou-se com Katharina van der Brugghen, de quem teve dois filhos. Casou-se mais uma vez e teve dois filhos. As duas meninas foram para um convento e os dois homens tornaram-se artistas. Seus temas são religiosos e caracterizam-se pelas belas paisagens representas ao fundo das pinturas. Portrait of Dirck Bouts, Painter - attributed to Hendrick Hondius



Polyptych of the Virgin: The Annunciation, The Visitation, The Adoration of Angels and The Adoratios of the Kings, 1445. Museo del Prado, Madrid.




The Entombment, 1450 cm. National Gallery, London.


The Annunciation, 1450-1455. Paul Getty Museum.



Tryptich of the Martirdon of Saint Erasmus, 1458. St. Peter Church.



Virgin and Child, 1465-1670. Museo Thyssen Bonemisza, Madrid.



The Lamentation over Dead Christ, 1460. Museu do Louvre. Inicialmente atribuído a Rogier van der Weyden.



Portrait of a Man (Jan van Winckele), 1462. National Gallery, Londres.


Christus Salvator Mundi, 1464. Museum Boijmans van Beuningen.



The Meeting of Abraham and Melchizedeck, 1465. Sint-Pieterskerk, Leuven


Virgin and Child, 1465. National Gallery, Londres.


Portrait of a Donor, 1465. National Gallery, Washington.



The Last Soup, 1464-1467. Löwer.


The Right Wing of the Pearl  of Brabant; Saint Chistopher, 1468. Museo do Prado, Madrid.




The Way of Paradise, 1468. Palais des Beaux-Arts de Lille, Lille, France


Moses and the Burning Bush, with Moses Removing His Shoes, 1465-1470. Philadelphia Museum of Art.


Portrait of a Man, 1470. 



St. Hippolytus Triptych, 1470 - 1475.


Saint Luke Drawing and the Virgin and Child, s.d. Bowes Museum.




terça-feira, 17 de abril de 2018

Abertura da exposição de Pedro David "Extração Inframundo" | 05 de maio Galeria da Gávea


Lançamento dos livros Carla Chaim e Rodrigo Matheus: Carpintaria Editora Cobogó.


Almofadinhas no Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea (mBrac)


O grupo, formado por Rodrigo Mogiz (BH),  Fábio Carvalho (RJ) e Rick Rodrigues (ES), três artistas que tem o bordado como ponto em comum de suas produções, participa neste mês de abril da Residência Artística CASA B, seguida de exposição no Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea (mBrac), com abertura no dia 28/4, sábado

A exposição contará com trabalhos dos três “Almofadinhas”, tanto obras já existentes quando as que serão criadas durante a residência artística, junto a trabalhos de Arthur Bispo do Rosário, criando-se um diálogo simbólico entre a produção do grupo com a de Bispo do Rosário.

O grupo "Almofadinhas" surgiu em meados de 2015, quando os três artistas começaram a realizar conversas à distância, por meio das redes sociais, sobre as afinidades conceituais e imagéticas de suas obras. 

O convite para participar do programa partiu do curador do mBrac, Ricardo Resende, que também foi o curador da primeira exposição do grupo, realizada em 2017, em Belo Horizonte. Nesta nova edição a curadoria contará com Diana Kolker, gerente de educação do mBrac e coordenadora do programa de residências CASA B junto à Ricardo Resende.

Ricardo Resende, no texto para a exposição dos Almofadinhas em 2017, ao comentar o uso do bordado pelos artistas do grupo, afirma: 

"têm essa linguagem como suporte do devaneio estético que dá um novo sentido ao gesto de bordar e, consequentemente, ao bordado. Enfeitar, adornar é um desvio da vida prática de resultados que pauta a tal sociedade do desempenho. Para Fábio Carvalho, Rick Rodrigues e Rodrigo Mogiz, o bordado permite uma experiência interior estética. Cada um à sua maneira, todos imprimem com o bordado a sua mensagem poética. 

Os três artistas têm necessidade dessa técnica ancestral de “enfeitar” tecidos. Usam a técnica para expressar visões do mundo e desde que se encontraram influenciam e interferem um no trabalho do outro. O resultado do que fazem com a técnica, como não poderia deixar de ser, é bonito, tocante e sedutor. Causam impacto pelas cores, pela delicadeza e, claro, quando mais se aproxima e com atenção redobrada para os trabalhos, descobre-se que não é só de estética que tratam. Surpreendem. Na verdade, causam estranhamento.

Mimetizam a beleza vista nos objetos de pano pois, de fato, leva-se um ‘susto’ quando se descobre o real motivo dos bordados, pois estamos acostumados com o bordado de enfeite. São questões ainda tabu para a humanidade o que abordam com seus trabalhos. Gênero, sexualidade, memória, família, guerras, violência e os costumes, a ambiguidade de ser sensível na sociedade contemporânea, subvertendo o universo cultural da feminilidade em suas poéticas. Os artistas aqui não são seres disciplinados, tão pouco conformados e, muito menos, ‘bonzinhos’. Não. Eles subvertem os modos, subvertem a própria arte ao fazerem da frugalidade dessa atividade, arte."

A Casa B – Residência Artística é o programa de residência da Escola Livre de Artes (ELA) do Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea (mBrac), dedicado a artistas, curadora(e)s e educadora(e)s para o desenvolvimento de pesquisas e poéticas através do diálogo com a comunidade, o território e com outros programas desenvolvidos pelo museu. A criação do programa foi motivada pelo potencial artístico-cultural da Colônia, que registrou na sua história a passagem de importantes nomes na arte brasileira como Arthur Bispo do Rosário, Ernesto Nazareth, Stela do Patrocínio e, atualmente, os artistas que compõem o Atelier Gaia.
O Museu Bispo do Rosário Arte Contemporânea (mBrac) integra o Instituto Municipal de Assistência à Saúde Juliano Moreira, outrora uma instituição manicomial conhecida como Colônia Juliano Moreira, localizada na Zona Oeste do Rio de Janeiro. O Museu é responsável pela preservação, conservação e difusão da obra de Arthur Bispo do Rosário – um dos expoentes da arte contemporânea, de reconhecimento nacional e internacional e que viveu internado na Colônia por 49 anos. Além de realizar exposições do acervo de Bispo do Rosário e artistas contemporâneos, a instituição toma para si o desafio de integrar arte e saúde, criando novas perspectivas sobre arte, educação e cuidado e expandindo suas ações através da Escola Livre de Artes.




Construção - Gisele Camargo Matéria Escura - Manoel Veiga. na Alfinete Galeria, Brasília.


Dia 24, terça-feira, Exposicao Stella Da Poian na Galeria Maria de Lourdes Mendes de Almeida


Maurizio Cattelan

Maurizio Cattelan
Now